SEMINÁRIO INTERNACIONAL DA COMUNICAÇÃO    06/11/2009
Debatedores abordam imaginário, sociedade e tecnologia
por Rodrigo Pizolotto

A inteligência coletiva e a cultura da mobilidade. Estes foram os dois pontos que centralizaram as atenções da palestra Imaginário, Sociedade e Tecnologia, realizada no Centro de Eventos do Prédio 41 da PUCRS, às 19h do dia 4 de novembro, durante o X Seminário Internacional da Comunicação, reunindo Martine Xiberras, André Lemos, Stéphane Hugon, Federico Casalegno e Jean-Martin Rabot. A coordenação e mediação da conferência foi feita pelo professor de jornalismo e do programa de pós-graduação da Famecos Eduardo Pellanda.

Conforme Martine, da Université Paul Valéry Montpellier III, todos os internautas possuem um território. “Cada grupo possui três características básicas: nome, território e linguagem. O simples gesto de clicar leva cada indivíduo para o outro lado do mundo”, ressaltou. Ela ainda questionou se o imaginário complexo e pioneiro é suficiente para que se chegue a uma consciência coletiva. “Talvez estejamos diante de uma imagem para si das pequenas coletividades. Em uma época de objetivação dos códigos tácitos, nos situamos ainda muito distantes da denominada inteligência coletiva”.

O professor da Universidade Federal da Bahia André Lemos falou sobre a cultura da mobilidade onde todos possuem seu objeto móvel, dando como exemplo o celular, a rede sem fio e o bluetooth. Ele afirma que, para compreender a dimensão da cibercultura, devemos ter em mente a ideia de território. Na crise de fronteiras que vivemos atualmente, a era vigente do download se sobrepõe ao antigo upload, reivindicando o ideal de lugar. "Esta crise gera maior mobilidade, define". Lemos afirma que há três dimensões da mobilidade: o pensamento, a física e a informacional virtual (no sentido de transitar pela informação). “Com os meios massivos, podemos nos deslocar e apenas consumir. A diferença de agora reside no fato de podermos fazer isso informacionalmente. Vivemos a possibilidade de um novo nomadismo”, afirmou. Ele completou o raciocínio dizendo que as tecnologias nos permitem produzir conteúdos sobre essa realidade de locatismos, o que os meios massivos não possibilitavam.

O representante do Centre d`Étude sur l`Actuel ET Le Quotidien (CEAQ/Paris) Stéphane Hugon abordou os pulsões de errância, enfatizando as identidades digitais, sociedades arcaicas e novas tecnologias. “Existe um sentido de cultura que se desenvolve, em seu sentido mais amplo, em torno das tecnologias”, disse.

Federico Casalegno, do MIT (Massachusetts Institute of Technology) dos EUA mostrou, através de projeções de imagens e vídeos, as novas estéticas de espaços de conexão. A partir da ideia de que as novas tecnologias podem dar conta da dimensão de adentramento em algum lugar, o MIT desenvolve alguns projetos e produtos que foram apresentados por Casalegno. Um deles chama-se Locast, que permite ao consumidor produzir conteúdo por meio das novas mídias de um local pré-determinado. Ao abordar isso, o teórico fez referência ao discurso locatista de Lemos. Para concluir, o representante do MIT lembrou: “A ideia é trazer o novo conceito de sociabilidade juntamente com os colegas de seminário”.

Antes do final do encontro, Jean-Martin Rabot, da Universidade de Minho, expôs seu pensamento em torno da expressão do politeísmo dos valores nos média. Para isso, utilizou uma fotografia como instrumento de análise. Uma única imagem nos traz a ideia de futebol, sexo, álcool, dinheiro, religião, etc. “Essa foto comprova o caráter politeísta dos média”, afirmou. O teórico ressaltou que o mesmo ocorre na televisão, onde simultaneamente constatamos canais expressando fé e erotismo. “A pós-modernidade é caracterizada pela pluralidade”, concluiu categoricamente o seu discurso e também as formalidades do Seminário.

 
 André Lemos

 
 Stéphane Hugon

 
 
 Veja também:
      Projeto MiniCurtas, da RBS, está com inscrições abertas
      Período de matrículas para 2013/1 começa na segunda-feira (7)
      Portal Eu Sou Famecos de cara nova
      Espaço Experiência participa de 3º Colóquio de Agências Experimentais
      Famecos anuncia mudanças nos cargos de gestão
 Ver todas as notícias
 
 voltar ao topo
 
« Voltar para a página anterior
Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 7 - Sala 106
Partenon - Porto Alegre/RS - CEP 90619-900
Fone 51 3320.3569 r. 4121 - espacoexperiencia@pucrs.br