TENDÊNCIAS    12/04/2010
Relatório revela perfil da moda usada pelas porto-alegrenses
por Roberta Mello
O Núcleo Tendências e Pesquisa faz parte do Espaço Experiência da Famecos.

Tightwear. Se você nunca ouviu esta palavra inglesa, saiba que ela está muito presente no dia-a-dia dos porto-alegrenses. E para entendê-la, é simples. Basta ler o relatório BackUp, resultado de um aprofundado estudo feito pelos alunos do Núcleo de Tendências e Pesquisa do Espaço Experiência da Faculdade de Comunicação Social da PUCRS. Os alunos elaboraram um perfil da moda feminina na Capital gaúcha que concluiu: produzimos roupa, mas não lançamos moda, e o que há de mais autêntico por aqui é a tightwear.

O apelido tightwear vem do inglês e quer dizer roupa justa, apertada. As adeptas do estilo podem ser encontradas em escolas de Porto Alegre, já que a faixa etária gira em torno dos 15 - 20 anos. Não que isso impeça senhoras de usarem e abusarem das gym wear e do suplex. “A principal característica é a exposição do corpo bronzeado artificialmente, decotes, cabelos compridos, muitos acessórios e, é claro, roupa justa”, disse o professor André Cauduro D'Ângelo, coordenador do núcleo.

Conforme o pesquisador, talvez essa necessidade de mostrar as formas se deva à falta de oportunidade real de fazê-lo, já que não temos praia para passear de biquíni. Porém muitas das belas mulheres gaúchas preferem negar essa tendência e investir em outro estilo detectado pelo trabalho, o tecnicolor.

Tecnicolor, por exemplo, é o nome do nono álbum da banda brasileira Mutantes. Trata-se de uma fusão da moda retrô com influência do bohemian chic nova-iorquino, que vem ganhando adeptas, normalmente, na faixa-etária de 20 a 30 anos. Segundo resultado do relatório, essas são mulheres intelectuais que vêem na moda uma forma de expressar suas referências culturais: o gosto literário – Caio Fernando Abreu, Clarice Lispector – musical – Beatles, The Doors, Pink Floyd, Mutantes, Maísa, Tropicália - e cinematográfico. Podem ser encontradas em bairros como o Bom Fim e a Cidade Baixa, na cena alternativa de Porto Alegre.
“Diferentemente do tecnicolor que é predominantemente detectado nas classes A e B - entre meninas que estão na Universidade, cursando Letras, História, Comunicação Social, Artes - o tightwear é disseminado em todas as classes” enfatiza André Cauduro.

O relatório

Resultado de pesquisas em sites, observação em locais públicos e contato com especialistas no assunto, pode ser encontrado impresso nos stands dos corredores da Famecos ou na versão digital em pdf. Vale a pena conferir e ficar por dentro das tendências apontada pelos "cool hunters" (caçadores de tendências) da Famecos. Este é o segundo relatório BackUp produzido pelo núcleo. O primeiro tratava da relação dos jovens com o álcool. A cada dois meses, um novo BackUp será produzido, editado e divulgado pelo Espaço Experiência.

 
 Baixe o relatório "Coisa Nossa Fashion" em pdf na íntegra
 
 
 Veja também:
      Projeto MiniCurtas, da RBS, está com inscrições abertas
      Período de matrículas para 2013/1 começa na segunda-feira (7)
      Portal Eu Sou Famecos de cara nova
      Espaço Experiência participa de 3º Colóquio de Agências Experimentais
      Famecos anuncia mudanças nos cargos de gestão
 Ver todas as notícias
 
 voltar ao topo
 
« Voltar para a página anterior
Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 7 - Sala 106
Partenon - Porto Alegre/RS - CEP 90619-900
Fone 51 3320.3569 r. 4121 - espacoexperiencia@pucrs.br