ENTREVISTA    23/03/2012
Jornalista que atua na China conversa com estudantes
por Adriano Pinzon
Fernanda escreve para BBC, Terra e Época (Foto: Felipe Nogueira)

Na tarde desta sexta-feira, 23, a Faculdade de Comunicação Social (Famecos) da PUCRS recebeu a visita da ex-famequiana Fernanda Morena, jornalista correspondente do portal Terra e da BBC, direto da China. “Sempre quis trabalhar com o jornalismo internacional”. Com essa afirmação, Fernanda deu o foco principal do bate-papo de aproximadamente duas horas de duração com alunos, falando sobre sua carreira e as experiências no país oriental.

A trajetória de Fernanda começou por outras áreas do conhecimento. Depois de passar pelo curso de Letras e Filosofia, seu terceiro caminho foi a comunicação. “Estava muito acostumada a ler obras literárias, depois me interessei pelo texto jornalístico”, conta. Dominando o inglês e o francês, seu pai então sugeriu que estudasse outra língua, optando pelo mandarim, idioma que anos atrás não era tão procurado quanto hoje.

Em 2005, realizou um intercâmbio na China. Em Macau, região administrativa do país, local que foi colonizado por portugueses, Fernanda estagiou no jornal Hoje Macau, experiência que serviu de tema de monografia para a conclusão de curso. Retornando ao Brasil,  ela foi pesquisadora do laboratório da HP na Famecos (2007) e se formou em 2008. Depois de formada, Fernanda foi correspondente do Correio do Povo durante o período das Olimpíadas de Pequim, editora da Rádio Internacional da China, até se tornar correspondente do portal Terra e da BBC, em 2011.

Ela atua como freelancer, o que a torna mais independente dentro da profissão, e também escreve para a revista Época Negócios. “Eu cuido da minha agenda, me organizo e gosto muito dessa rotina. Não gostaria de trabalhar em uma redação”, afirma.

Esses trabalhos sempre foram presentes para a jornalista devido a sua insistência. “Sempre me ofereci para trabalhos, nunca esperei que viessem até mim, e isso faz diferença”, conta.  Sobre a vida de repórter na China, Fernanda diz ser complicado o contato com habitantes locais, mas que há exceções. “Órgãos oficiais não concedem entrevista para estrangeiros. Já o público é influenciado pela propaganda do regime comunista, que prega a ideia de que jornalistas estrangeiros falam mal da China. Mas há pessoas que não ligam para isso, e concedem entrevista sem nenhum problema”, desabafa.

Para consultar Facebook, Twitter e sites que são bloqueados no país, a jornalista adere a ferramentas que permitem o acesso. Apesar das adversidades, diz que gosta de morar no país. "Conheçam a China, pois é um lugar fantástico pela sua cultura", alega.

Para concluir, Fernanda Morena deu dicas aos alunos presentes. Segundo ela, saber em que meio atuar ajuda na escolha profissional. “Vocês têm que saber com o que querem trabalhar, e principalmente oferecer um diferencial”, conclui.

 
 
 Veja também:
      Projeto MiniCurtas, da RBS, está com inscrições abertas
      Período de matrículas para 2013/1 começa na segunda-feira (7)
      Portal Eu Sou Famecos de cara nova
      Espaço Experiência participa de 3º Colóquio de Agências Experimentais
      Famecos anuncia mudanças nos cargos de gestão
 Ver todas as notícias
 
 voltar ao topo
 
« Voltar para a página anterior
Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 7 - Sala 106
Partenon - Porto Alegre/RS - CEP 90619-900
Fone 51 3320.3569 r. 4121 - espacoexperiencia@pucrs.br